domingo, 3 de agosto de 2008

Cartas de esperança.


A maneira que você me olhava me dizia tanto...

Entendo bem, nem sempre damos o valor quando temos essas coisas por perto,
mas a vida ensina tão bem ao coração,
que bem poderia haver outra oportunidade de reparar os erros,
para fazer quem sabe dessa vez direito.
Talvez dessa vez pegaria na sua mão com mais respeito,
falaria com mais calma no seu ouvido,
daria mais atenção as suas queixas (que com o tempo entendi que não eram bobas)
levaria você para jantar em lugares diferentes,
lembraria mais do nosso primeiro encontro,
mostraria que também me comovo com o seu jeito louco de sai na chuva para me abraçar.
compraria menos presentes e estaria mais presente,
pegaria maça de amor na feira e levaria na sua casa,
brincaria de lambuzar o rosto,
deixaria me sujar com você, permitiria a nossa festa.
Não buscaria mais você só para ir à praça ao contrário te seqüestraria
para ver comigo os aviões... que nunca chegam.
Cumpria mais promessas e mandaria menos carta como essa,
mas repetiria, mais vezes, como faço agora,
afim, de quem sabe, te convencer
ou provar aquilo, que já estamos cansados de saber...

Um comentário:

Vanuza Borges disse...

Simplesmente Lindo!!!!!!!!!

Beijocas!!!

Seguidores

Vamos rir, chorar e aprender. Aprender especialmente como casar Céu e Terra !!!

Loading...